Your search results

Mercado do Rio de Janeiro prevê lançamentos em 2023 e retomada no Centro.

Posted by Lançamentos-RJ on 9 de February de 2023
0

Zona Sul deverá se destacar, mas desempenho da economia pode atrair novos condomínios também na Zona Norte.

As expectativas do mercado imobiliário carioca para este ano são positivas. Dirigentes de entidades do setor e diretores de incorporadoras avaliam que, sem os sobressaltos da política — que causaram certa paralisação no segundo semestre de 2022— e sem a pandemia, que tem ficado cada vez mais no passado, a perspectiva é de muitos lançamentos e consolidação de novos espaços para moradias, como o Centro da cidade.

e tudo correr como o esperado, os próximos meses marcarão a retomada da “era de ouro” do mercado no chamado “ciclo olímpico”, que movimentou a cidade com a realização de grandes eventos, como a Jornada Mundial da Juventude, a Copado Mundo e as Olimpíadas. Passada a agitação, o mercado praticamente parou, devido ao excesso de estoque.

O presidente da Ademi-Rio, Marcos Saceanu, aposta que 2023 será um ano forte para o mercado carioca, com muitos lançamentos para todos os públicos. Na sua avaliação, a Zona Sul continuará se destacando, principalmente em função da escassez de oferta pela falta de terrenos disponíveis e da alta demanda.
— No cenário de recuperação econômica que todos desejamos, a Zona Norte vai aparecer como excelente opção de desenvolvimento de novos condomínios. O sucesso das vendas estará muito relacionado ao nível de crescimento do emprego no país. Vale também lembrar que o Centro da cidade, se tiver os incentivos devidos, pode ser um grande vetor de belos lançamentos ao longo do ano.

Mozak

Na Mozak também sopram ventos de otimismo. Não sem motivos: o ano passado foi o de melhor desempenho de vendas da empresa em quase três décadas de história. Fechadas as contas, foram quase R$ 400 milhões de valor geral de vendas (VGV), com lançamentos na Zona Sul — o mais emblemático deles, o Parque Sustentável da Gávea, empreendimento campeão de vendas no Rio. Para a coordenadora de Marketing da construtora, Maria Carolina de Almeida, as perspectivas continuam “ótimas”.

— Faremos mais um lançamento em breve, em Ipanema, e mais quatro ou cinco até o final do ano, em bairros como Leblon e Jardim Botânico. A expectativa é alcançar um VGV de R$ 300 milhões a R$400 milhões. A Mozak trabalha com prédios menores do que os encontrados na Zona Sul, em geral,e tem dado muito certo. Há fila de espera para esse tipo de produto — relata.

ACOMODAÇÃO NATURAL

A Patrimar, uma gigante do mercado nacional que chegou há cerca de dois anos ao Rio de Janeiro, acredita que, passado o primeiro trimestre — quando haverá uma natural acomodação da economia do país —, o mercado imobiliário vai crescer e superar o desempenho do ano passado. A incorporadora terá dois lançamentos de alto padrão nos próximos meses, ambos na região da Barra da Tijuca, com VGV em torno de R$ 700 milhões.

    Not found

    Compare Listings

    Conversar ao Vivo
    Estamos Online!
    Olá,
    Posso ajudar?